Obrigado “primos do Brasil”!

Hoje decidimos ficar em “casa”. Havia muitas fotos para organizar e alguma escrita para pôr em dia. Mas antes de continuar a explicar como têm sido os nossos dias aqui em Salvador, queremos dar conta do bom que é termos sido recebidos aqui por caras conhecidas.

Desde sempre que mantivemos contacto com os “primos do Brasil”, é assim que, carinhosamente, sempre os conheci. Apesar de nos vermos um par de vezes em Portugal, era sempre uma promessa adiada a de sermos nós a visitá-los no Brasil.

Fotos: Em casa entre computador, escrita em dia, mapas da cidade e guia, Alexandra a mostrar acerolas colhidas no jardim da Casa do Rio Vermelho, cozinhando banana da terra, o maracujá mais cheiroso, Joana a estudar novos passeios por Salvador, mais um passeio de carro com o primo Luiz, prima Yasmin a cantar, Bruno e primo Luiz a namorar ferramentas, depois de degustar uma belíssima moqueca de camarão no restaurante Yemanjá de Salvador, Bruno e primo Luiz no porto de Salvador numa das fases de desembaraço das motas.
Quando começámos a ter mais definido que iríamos zarpar, decidimos logo que o início seria no Brasil e claro, contactámos os primos do Brasil para contar a boa-nova! Desde o primeiro momento que a reacção daqui deste lado foi óptima! Positiva, carinhosa e encorajadora ! E foi assim que desde quarta-feira passada nos acompanha e recebe esta feliz família. Tudo ficou mais fácil, o primeiro contacto com a cidade, as primeiras indicações e avisos e sobretudo os primeiros passeios e todas as explicações sobre a óptima comida baiana, melhor, há degustação em simultâneo, a teoria acompanha a prática!
Luiz, com seu jeito de autêntico baiano, uma tranquilidade que lhe corre nas veias, uma alegria pura que nos arranca gargalhadas vindas cá de dentro e com quem apreendemos pouco a pouco a alma tropical. Nunca falha ao seu café depois de se levantar e antes de se deitar. Alexandra, sua mulher, com o sentido prático das coisas, sempre disponível para ajudar, explicar e mostrar as diferentes realidades do país. Yasmim, a mais nova da casa, de jeito carinhoso e tímido, que acompanhamos à Faculdade sempre que dá e com quem exploramos um bocadinho mais desta grande cidade, primeira capital do país. Cristina, irmã de Alexandra, estudante de Belas Artes e professora de Português, sempre pronta para contar histórias super interessantes, que nos dá a conhecer desde as igrejas aos locais especiais da cidade ou onde na Baia se pode encontrar cerâmica. Óptima guia que nos contextualiza cada monumento ou lugar de forma bem mais didática e viva que uma mera leitura de guia. E, finalmente, D. Lina mãe de Alexandra e Cristina, acabada de chegar de Portugal, de visita para matar saudades dos seus. Ah! Não podemos esquecer de Manchinha, cadela cocker, de caráter independente mas meigo que nunca dispensa uma ida à rua, para dar uma voltinha ao bairro, mesmo que seja de carro. Ou seja, um agradável ambiente familiar onde se tem a deliciosa sensação do que é aconchegante estar em “casa” num país tão distante do nosso!
Fotos: Bruno e primo Luiz a planear o arranjo do jamantão, a passear com o primo Luiz perto da casa de Yemanjá, a passear pela Ribeira com os primos Alexandra e Luiz, Bruno e prima Alexandra assistindo a uma demonstração de Olodum, com primas Alexandra e Cristina a passear pelo Forte de Monte Serrat de Salvador, com prima Alexandra no museu da Igreja da Ordem Terceira, com prima Alexandra na praça do Mercado Modelo com Elevador Lacerda no fundo, de visita a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim com primas Alexandra e Cristina, a desfrutar da praia de Itapoã com primo Luiz

Leave a Reply